fbpx

A nossa Criança interna…

Às vezes nos comportamos como se fossemos uma criança, na verdade SOMOS CRIANÇAS, ou seja, temos dentro de cada um de nós a criança que fomos um dia.
De acordo com a teoria da Análise Transacional, a nossa personalidade se estrutura através dos Estados de Ego que se dividem em Pai, Adulto e Criança. Os Estados de Ego representam comportamentos visíveis que podem ser percebidos por gestos, posturas, maneiras, expressões faciais, entonações e certas palavras.
Os Estados de Ego são registros de experiências reais de eventos internos e externos, os mais significativos dos quais ocorreram durante os cinco primeiros anos de vida. É como se cada um tivesse dentro de si a mesma pequena pessoa que foi aos três anos de idade, e também os seus próprios pais.
Estudos e observações têm comprovado que esses três Estados de Ego, Pai, Adulto e Criança, existem em todas as pessoas. Todo o nosso comportamento pode ser relacionado a cada uma dessas partes, e mudamos de uma para a outra constantemente.
Os Estados de Ego é a nossa estrutura interna, e através do conhecimento desses é possível compreender a forma e a maneira que agimos em diversos momentos. Neste texto, gostaria de focar e propor uma reflexão sobre o Estado de Ego Criança.
O Estado de Ego Criança são as reações da criança ao que ela viu, ouviu e compreendeu. Quando a pessoa atua neste Estado de Ego, ela comporta-se como fazia quando criança, senta-se, fica de pé, anda e fala como se fosse uma criança, esses comportamentos infantis é acompanhado das percepções, pensamentos e sentimentos correspondentes a uma criança.
A Criança é a fonte de espontaneidade, da sexualidade, das mudanças criativas, e das emoções, alegria, tristeza, medo, raiva, amor. O Estado de Ego Criança é ideal onde se deseja criação de novas idéias, procriação, criação de novas experiências, recreação e assim por diante.
Existem vários acontecimentos do dia a dia, diversos momentos que recria a situação de infância, trazendo os mesmo sentimentos que sentíamos nessa fase de nossa vida. Por exemplo, quando estamos em uma festa nos divertindo, quando estamos jogando, quando sentimos raiva, amor, tristeza, medo; quando estamos doentes, precisando de cuidado, e diversos outros momentos…
Quando estamos em nossa Criança, geralmente estamos sorrindo ou rindo, chorando, tendo explosões de mau gênio, metendo-nos em confusão, divertindo-nos, e fazendo todas as outras coisas que fazíamos quando éramos crianças.
Algumas questões para você conhecer um pouco mais da sua Criança Interna:
  • Peque o seu álbum de família ou qualquer fotografia sua de quando criança. Estude as fotos vagarosamente. Deixe que as lembranças venham à tona
  • Depois de conseguir ter uma imagem sua quando criança, leve essa criança para um passeio imaginário a um lugar calmo, talvez o lugar que costumava ir naquela época.
  • Procure conhecer-se: Ouça as mágoas, alegrias e aspirações da sua criança interior.
Prolongue isso até que aprenda algo realmente novo sobre você quando criança.

 

Deixe seu Comentários:

WhatsApp chat