fbpx
Monthly Archives

janeiro 2016

Sobre os Julgamentos

By | Autoconhecimento, Poesia e Textos | No Comments

“Uma vez houve um maravilhoso casamento numa cidade. A casa onde o casamento acontecia estava cheia de alegria e felicidade. Os músicos tocavam musicas gloriosas e todos dentro dançavam com grande alegria. Do lado de fora, um homem passava pela janela. Mas tudo que ele viu foi pessoas pulando para lá e para cá, rodopiando e saltando no ar. Ele se distanciou da casa resmungando consigo mesmo que esta devia realmente ser uma casa de loucos. Neste momento, um dos homens de dentro da casa abriu as janelas que tinha estado fechadas este tempo todo. O homem se virou de novo em direção à casa, porque agora ele conseguia ouvir a musica alegre saindo de lá.” História retirada do livro:…

Ver Mais

Ser PERFECCIONISTA, qualidade ou defeito?

By | Análise Transacional, Autoconhecimento, Psicologia, Tatiane Medeiros | No Comments

Você tem necessidade de SER PERFEITO? Ter comportamentos perfeccionistas podem ser agradável, favorável ou não, depende da situação, e também de como todos esses comportamentos interferem e influenciam na vida, na rotina e nos relacionamentos. Às vezes a exigência pela perfeição pode trazer muitos desconfortos e atrapalhar o dia a dia. A pessoa que age com perfeccionismo pode se autotorturar, achando que não está fazendo correto, pode ser muito exigente consigo mesmo e com os outros, e gastar muito tempo em uma atividade simples. Geralmente é um individuo com excessiva exigência de perfeição, exatidão e detalhamento, e com isso, oferece muita informação, na maioria das vezes desnecessárias. Tem dificuldade em diferenciar o essencial do acessório. E por tudo isso, perde…

Ver Mais

Primeiro fique sozinho

By | Autoconhecimento, Poesia e Textos | No Comments

Primeiro comece a se divertir sozinho.Primeiro amar a si mesmo.Primeiro ser tão autenticamente feliz, que se ninguém vem, não importa; você está cheio, transbordando.Se ninguém bate à sua porta, está tudo bem. Você não está em falta.Você não está esperando por alguém para vir e bater à porta.Você está em casa.Se alguém vier, bom, belo.Se ninguém vier, também é bom e beloEm seguida, você pode passar para um relacionamento.Agora você se move como um mestre, não como um mendigo.Agora você se move como um imperador, não como um mendigo.E a pessoa que viveu em sua solidão será sempre atraídos para outra pessoa que também está vivendo sua solidão lindamente, porque o mesmo atrai o mesmo.Quando dois mestres se encontram –…

Ver Mais

Tome uma atitude AGRADECIDA

By | Autoconhecimento, Poesia e Textos | No Comments

Se elevarmos a nossa atenção para um ponto de maior abrangência, ficaremos imediatamente conscientes do quanto temos a agradecer. A natureza se doa abundantemente através do ar que respiramos, da água que bebemos, de todos os seres minerais e vegetais que se oferecem ara a nossa nutrição e bem estar. Também perceberemos a rede de pessoas que trabalham anonimamente para que tenhamos conforto e facilidades no dia a dia. A atitude agradecida nos conecta com a graça divina e, se com ela começarmos o dia, estaremos conscientes das infinitas dádivas que a vida nos dá. Sugestões praticas para uma atitude AGRADECIDA: De que maneira você começa o dia? Lembre-se de agradecer pela maravilhosa dádiva da vida e pelas experiências que…

Ver Mais

O milho do vizinho

By | Autoconhecimento, Poesia e Textos | No Comments

  Era uma vez um fazendeiro que tinha os mais belos campos de milho de sua região. Anualmente, na festa do vilarejo, ele participava do concurso das mais belas colheitas e, todo ano, ele ganhava os primeiros prêmios. Assim que voltava para casa depois da festa, ele ia à casa dos vizinhos para lhes dar sementes provenientes de suas colheitas. Um dia um amigo lhe disse: “Mas, se você continuar dando as suas melhores sementes aos vizinhos, você vai acabar se expondo e fazendo com que um dia eles ganhem os primeiros prêmios no seu lugar. Você não acha que seria uma pena?” O fazendeiro então respondeu: “Eu não acho. Muito pelo contrario! Sabe, nas nossas colinas, há muito vento,…

Ver Mais

Era uma vez uma pipa.

By | Autoconhecimento, Poesia e Textos | No Comments

O menino que a fez estava alegre e imaginou que a pipa também estaria. Por isso fez nela uma cara risonha, colando tiras de papel de seda vermelho: dois olhos, um nariz, uma boca… Ô pipa boa: levinha, travessa, subia alto… Gostava de brincar com o perigo, vivia zombando dos fios e dos galhos das árvores. – “Vocês não me pegam, vocês não me pegam…” E enquanto ria sacudia o rabo em desafio. Chegou até a rasgar o papel, num galho que foi mais rápido, mas o menino consertou, colando um remendo da mesma cor. Mas aconteceu que num dia, ela estava começando a subir, correndo de um lado para o outro no vento, olhou para baixo e viu, lá…

Ver Mais
WhatsApp chat